Cinema Fronteiras do Anonimato – Curta metragem

Prazo para captação:

De 15/08/13 até 31/12/13

Descrição

Produção de um curta metragem de 15 minutos, visando explorar os
talentos da terra, em parceria com artistas nacionalmente conhecidos, além de explorar as belezas das cidades. Com cenas reais.

Quem Incentiva Pessoa Jurídica Pessoa Física

Região BR

Tipo de imposto abatido IR

Valor autorizado para captação:

R$ 79.785,86

Resumo

Produção de um curta metragem de 15 minutos, visando explorar os
talentos da terra, em parceria com artistas nacionalmente conhecidos, além de explorar as belezas das cidades. Com cenas reais.

Objetivo

Principal

Incentivar e apoiar a produção local do filme valorizando nossos artistas e profissionais técnicos, visando motivar e desenvolver o cinema em nosso estado.

Objetivos Específicos

 Divulgar o nosso estado como realizador de cinema
 Incentivar e apoiar artistas cearenses
 Descobrir e valorizar os novos talentos
 Participar de Festivais Nacionais e Internacionais
 Manter intercâmbio com outras cidades e estados
 Contribuir para o desenvolvimento do cinema em nossa cidade
 Fazer crescer o interesse por esta arte maravilhosa.

Nº do Diário Oficial

157

Onde vai acontecer

CE: Todas as cidades
Aurora
Ipueiras
Cascavel
Iguatu
Jardim

Data de realização

Não definida

Público

Artistas, profissionais da cultura, estudantes, jovens e adolescentes.

Descrição

O curta metragem “Fronteiras do Anonimato” do roteirista Alberto Rodrigues vem apresentar o interesse em divulgar dois assuntos extremamente importante a nossas vidas, que são: o descaso com os artistas que não possuem influência no meio das artes no Brasil e o alcoolismo como fuga a realidade imposta pela sociedade.

Em muitos casos vários artistas de puro talento levam anos para serem revelados, onde claramente são dadas provas de manipulações de influêcias de pessoas que estão a frente da cultura nacional ou em setores de destaques impondo suas decisões e mudando o rumo da vida desses artistas.

Aliado a esta situação, vemos o álcool atuando como válvula de escape nas vidas de milhões de pessoas e quase sempre transformando-as por completo, onde definitivamente chega abalar toda a estrutura familiar.

Envolver e movimentar diversos artistas que fazem parte do Cinema do Estado do Ceará; que se encontram no anonimato por falta de apoio e incentivos culturais, são nossas principais motivações para realização do Curta Metragem “Fronteiras do Anonimato”.

Este projeto tem forte cunho sociais por constituir da parte da vida de um brasileiro; dos muitos que existem nas mesmas condições, que tentam lançar-se no mercado como artista, mas que não conseguem por terem em seus caminhos o velho e conhecido de todos: a falta de influência. Sempre excluído por competir com pessoas que já estão no meio.

A política cultural se preocupa com algumas expressões artí­sticas que não se viabilizam pela ausência de mercado, por não representar um modismo ou pelo próprio funcionamento da indústria cultural. Sem apoio público, o cinema não se viabilizaria. Além do mais, o projeto Fronteira do Anonimato será importante não para as duas cidades envolvidas, Baturité e Fortaleza, como também para o Ceará e para o Brasil.

Sabemos que o cinema é uma linguagem universal e sua importância para mostrar ou identificar uma realidade tem um grau único de consciência e prazer, onde a possibilidade de se expressar artisticamente é fundamental na formação de um jovem, na elevação da auto-estima e na integração social. Queremos ter impacto na vida da cidade em relação à violência, à preservação do meio ambiente, o incentivo a cultura e o desenvolvimento da arte.

As maiores vantagens estão em envolver a comunidade e sentir o entusiasmo dos moradores, com quem já falamos e sentimos seus olhos brilharem ao saber da possibilidade da realização de um filme nesta terra adorável. Iremos conseguir um grande apoio da população, daremos duas oficinas, uma de interpretação e outra de técnica para cinema, de graça para os moradores, cujo objetivo será revelarmos artistas e técnicos com grande potencial a fim de aproveitá-los. Mesmo sabendo da dificuldade que é fazer um filme, como por exemplo, a falta de uma estrutura audiovisual mais elaborada, como estúdios e equipamentos para alugar em emergências, certamente teremos uma vantagem muito grande em fazer cinema no interior: a satisfação.

Por retratar um tema de grande importância para a sociedade e vivido diariamente por ela, acreditamos que “Fronteiras do Anonimato” tenha grande e fácil aceitação do público, porque o tema e, principalmente seu tratamento gera identificação direta com o espectador. Sendo o produto um curta-metragem, formato que tem de mostrado importante no cenário cinematográfico: sua produção tem sido crescente, o que aquece a indústria do setor, além de permitir filmes com orçamentos menores, portanto, mais viáveis. Com a constante produção de filmes desse formato, novos talentos têm sido revelados e a possibilidade da criação de um novo público para o cinema poderá surgir com mais facilidade, estimulando assim, ações que valorizam artistas, gestores, produtores, pesquisadores e outros profissionais das artes e da cultural produzirem mais em suas regiões.

Divulgação da marca do patrocinador nos créditos do filme, em todo material publicitário, que são: comercial de TV, cartazes, festivais de cinema, site e em toda reportagem e entrevista concedidas pelos representantes do filme.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *