Teatro Kiriku

Prazo para captação:

De 01/01/14 até 31/12/14

Descrição

Esta proposta consiste na montagem e na circulação de um espetáculo teatral infanto-juvenil intitulado "Kiriku" baseado em um mito africano.

Quem Incentiva Pessoa Jurídica Pessoa Física

Região BR

Tipo de imposto abatido IR

Valor autorizado para captação:

R$ 22.600,00

Resumo

Esta proposta consiste na montagem e na circulação de um espetáculo teatral infanto-juvenil intitulado “Kiriku” baseado em um mito africano.

Objetivo

Objetivo Geral:

O objetivo geral desta proposta é montar um espetáculo teatral infanto-juvenil que busque na cultura afro- brasileira a sua concepção, desde o preparo corporal dos atores embasado em danças e cantos afro-brasileiros até os seus elementos de cena. Trazendo as referências tradicionais desta cultura e colocando-as no palco, mostrando, assim, a riqueza desta cultura que por muito tempo foi discriminada e repreendida. A reparação do estigma que há sobre a cultura negra, principalmente a religiosidade e a cor da pele, deve começar nos anos escolares para reviver nas próximas gerações o que foi ocultado da cultura brasileira. Contribuindo, assim, com as intenções da lei 10.639/03, proporcionando a toda população, principalmente a negritude, referências de sua própria cultura que não eram estudadas no passado, colocando-os a margem da sociedade. O espetáculo buscará um diálogo sensorial, subjetivo e visual para os assuntos tratados em sala de aula, fazendo uma ponte entre África e Brasil através de sua mitologia, cantos, danças, modo de viver, entre tantos outros elementos possíveis presentes na herança cultural afro-brasileira.

Objetivos Específicos:
– Dar visibilidade a cultura negra para o público do interior do Rio Grande do Sul, que carece de tais experiências através do teatro por estarem afastados da capital, onde há maior efervescência de grupos teatrais negros.
– Contribuir na discussão sobre a cultura e história afro-brasileira dentro de instituições de ensino público, através de uma experiência sensorial que atinja os sentidos e subjetividades, e não somente o intelecto, dos estudantes.
– Avaliar a capacidade do espetáculo em ser um instrumento pedagógico de discussão histórico-social.
– Fomento e movimentação cultural das cidades do interior que possuem pouca circulação teatral por não estarem nos centros de circulação. Resultando em novas opções culturais para as cidades envolvidas bem como auxiliar na formação de público e hábitos culturais juntamente com os produtores culturais da localidade, fixando parcerias para novos eventos artísticos nas cidades. E, assim, manter a continuidade do trabalho do grupo nestas regiões do estado.
– Elaborar um método de criação para o ator embasado nas manifestações corporais afro-brasileiras, como a dança e seus cantos tradicionais.
– Compor os elementos do espetáculo, como figurino, cenário, música, trazendo elementos do universo da cultura tradicional afro-gaúcha para a cena.
– Realizar pesquisa de recepção e resultados com as escolas, buscando analisar o alcance social da proposta.
– Produzir um vídeo documentário amador abordando a circulação da peça e o feedback dos espectadores, buscando ouvir professores, alunos, e especialistas na área que contribuam para a análise do alcance social da proposta.

Nº do Diário Oficial

01400022946201318

Onde vai acontecer

RS: Bagé, Ijuí, Santa Maria, Uruguaiana

Data de realização

Não definida

Público

O Público alvo se divide em dois grupos. Primeiramente são adolescentes de 6 a 12 anos estudantes do ensino fundamental e seus professores. O segundo grupo são pessoas de qualquer faixa etária e de todas as classes socioeconômicas das cidades participantes da circulação. A estimativa é que o projeto atinja cerca de 3.545 crianças e 2.955 adultos e adolescentes nas 4 cidades participantes da circulação. Tal número tem bases na lotação máxima dos teatros que serão ocupados.

Descrição

Esta proposta consiste na montagem e na circulação de um espetáculo teatral infanto-juvenil intitulado “Kiriku” baseado em um mito africano. O intuito é abordar a temática afro-brasileira, buscando a valorização dessa cultura e trazendo seus elementos para a cena. Serão realizadas 11 apresentações gratuitas, 6 serão destinadas a escolas públicas contribuindo com a lei 10.639/03 que implementa o estudo e abordagem da história e da cultura afro-brasileira nas instituições públicas e as outras 5 serão destinadas ao público geral. As cidades participantes do projeto são do interior do Rio Grande do Sul sendo elas: Santa Maria, onde será realizada a montagem e três apresentações para o público estudantil e duas para o público geral; Uruguaiana; Ijuí e Bagé, nessas haverá duas apresentações em cada cidade, uma para os estudantes e outra para o público geral.

·         Logomarca da empresa em todo material de divulgação, com a chancela de Patrocinadora. Detalhamento: (5) anúncios de meia página em jornal, equivalente a 5 dias, dois dias em Santa Maria e um dia em cada cidade. (5) Banners em lona tamanho: 1m por 1,5m a serem colocados na frente do teatro e em locais estratégicos das cidades no mínimo uma semana antes do evento. (200) cartazes em A3 couché 120g, 29,7cm x 42cm. (1.200) Filipetas de 10cm x 21cm, 200 folhas A3 120g, 6 filipetas por folha, totalizando 1.200. (3) Outdoors de 9mx3m, dois em Santa Maria e um em Uruguaiana. (1.200) Folders de 10cm x 15cm, 150 folhas A3 couché 120g, 8 folder por folha. (2) Busdoor de 2,10m x 1m em Santa Maria. Carro de som a circular pelas cidades. VT’s de até 30s a serem veiculados em canal local. Gravação Radiofônica e redes sociais.

·         Disponibilidade da participação  de  um personagem em concurso cultural  promovido  pela patrocinadora que envolva o espetáculo, como a exemplo: melhor frase, melhor desenho, melhor  texto  sobre  a  peça.  Podendo o personagem escolhidos visitar a comunidade, escola ou casa do premiado. Tal evento poderá  ser veiculado pela empresa em  seu material  promocional sem bônus  adicional a equipe do espetáculo.

·         Dedução do imposto de Renda.

·         2% dos ingressos das sessões destinadas ao público geral, ou seja, 60 ingressos. Estes poderão ser distribuídos para funcionários ou como a empresa optar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *