Teatro Morra de Rir – A Comédia

Prazo para captação:

De 22/08/12 até 21/08/13

Descrição

A peça conta a história de um grupo teatral. Visão bem humorada sobre a ditadura cotidiana da produtividade, do sucesso, do poder econômico e também sobre a produção teatral contemporânea.

Quem Incentiva Pessoa Jurídica

Região SP

Tipo de imposto abatido ICMS

Valor autorizado para captação:

R$ 250.000,00

Resumo

A peça conta a história de um grupo teatral. Visão bem humorada sobre a ditadura cotidiana da produtividade, do sucesso, do poder econômico e também sobre a produção teatral contemporânea.

Objetivo

Com este projeto “Morra de rir – A comedia”, abordamos de forma divertida a “ditadura do sucesso”, da produtividade, e de seus reflexos nos dias de hoje.
Por que o ser humano vive em busca do sucesso e o que se tornou o conceito de sucesso nos dias de hoje?
Será que quem não ganha rios de dinheiro e não aparece na televisão pode ser considerado alguém de sucesso?

Nº do Diário Oficial

22.08.2012

Onde vai acontecer

SP: São Paulo

Data de realização

Não definida

Público

Público Alvo: Adultos (acima de 14 anos)
Abrangência (quantas pessoas serão impactadas pelo projeto): Cerca de 8.000 pessoas

Descrição

“Morra de rir – A Comedia” é uma peça contemporânea. Conta a história do grupo teatral experimental “Drama e Pó” que, apesar do sucesso de crítica, está em meio a grandes dificuldades financeiras. Propõe uma visão bem humorada sobre a ditadura cotidiana da produtividade, do sucesso, do poder econômico e também sobre a produção teatral contemporânea.

A direção será de Otavio Martins, que está dirigindo a comédia de sucesso “Pessoas Absurdas, de Alan Ayckbourn,  e dirigiu “Circuito Ordinário, de Jean-Claude Carrière, “Vamos?”  de Mário Viana,  “Aqui do Lado” de Vincent Delerm, “Se Você Me Amasse” de Duílio Ferronato” e  “Últimas Notícias de Uma História Só” de Otavio Martins. Como ator participou de diversas peças, sendo indicado duas vezes ao prêmio Shell. Participou como ator da novela Amor Eterno Amor, TV Globo, entre outras.

Elvis Shelton realizou o espetáculo “Novelo” (2010/2011), de Nanna de Castro com 4 temporadas de sucesso em São Paulo.

Contrapartidas:

– Inserir a marca do patrocinador (chancela ‘Apresenta’, ‘Patrocínio’ ou ‘co patrocínio) nas peças de divulgação, tais como cartazes, filipetas, programas e banner;

– Apresentação fechada, relativa à chancela de patrocínio*;

– Ingressos gratuitos durante a temporada através de vouchers (convites personalizados);

– Anúncios durante a temporada com a logo do patrocinador, nos Guias da Folha ou Estado (alternando entre pagina inteira, 1/2 página, 1/4 página e/ou 2 módulos) e Guia OFF (tamanho de 10 x 14,5 cm);

– Divulgação na internet, em website próprio, redes de relacionamento (Facebook, Twitter, etc), email marketing, viral e guias online;

– Assessoria de imprensa buscando entrevistas e matérias em TVs, jornais, revistas, webTVs e rádios, mencionando os patrocinadores quando o veículo permitir;

– Oficinas teatrais gratuitas de 1 a 12 semanas em instituições indicadas pelo patrocinador, no Estado de São Paulo.

*favor solicitar nossa tabela de contrapartidas

A Abideque Produções é uma das mantenedoras da ONG Viva Cultura. O projeto da ONG consiste em identificar obras de relevância e excelência artística, proporcionando cultura e oportunidades a jovens em situação de vulnerabilidade social, e demais instituições sociais, através de acesso gratuito, debates e oficinas.

Desde 2010, a ONG tem uma parceria com o Espaço Claret Educação e Arte, realizando oficinas teatrais gratuitas para jovens de 12 a 21 anos, com duração de 8 (oito) meses, divididos em 2 semestres, apresentando no final do curso um “exercício cênico”, para pais e amigos da comunidade. Além das oficinas, oferece ingressos gratuitos aos educandos, para que eles tenham contato com as artes cênicas desde cedo. Neste período, os jovens foram assistir os espetáculos da Cia. Mamba de Artes, bem como “Tempo de Comédia”, Cia. Maria Gorda, no SESI (2010) e o espetáculo de dança “O Beijo”, Cia. Nova Dança, no SESC Pompeia (2011).

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *