Cultura popular No ritmo da cultura brasileira

Prazo para captação:

De 02/06/15 até 04/07/16

Descrição

O projeto No Ritmo da Cultura Brasileira foi aprovado pelo Ministério da cultura no dia 17 de Dezembro de 2014, recebendo o número Pronac 1411874, tendo sido enquadrado no artigo 18 da Lei 8.313/91. E

Quem Incentiva Pessoa Jurídica Pessoa Física

Região BR

Tipo de imposto abatido IR

Valor autorizado para captação:

R$ 468.442,00

Resumo

O projeto No Ritmo da Cultura Brasileira foi aprovado pelo Ministério da cultura no dia 17 de Dezembro de 2014, recebendo o número Pronac 1411874, tendo sido enquadrado no artigo 18 da Lei 8.313/91. E

Objetivo

OBJETIVOS
GERAL
Utilizar a cultura como instrumento de combate a vulnerabilidade social de crianças e adolescentes (entre 7 e 18 anos) da região leste de Diadema por meio de oficinas culturais, formando jovens conscientes de seu papel de protagonista da cultura nacional e da sociedade em geral.
ESPECÍFICOS
Os objetivos específicos aprofundam o geral, mostrando o que deveremos fazer para alcança-lo plenamente. Porém, apenas citá-los não basta, é necessário mensurá-los através de metas e verificar a sua efetiva realização utilizando os indicadores de desempenho acompanhado dos meios de verificação. Desse modo, podemos apresentar os resultados obtidos ao final do projeto de forma mais concreta.
Devido a problemas na inserção do texto em formato de tabela no Salic, mencionamos abaixo apenas os objetivos específicos, sendo que as metas e indicadores de desempenho relacionados a eles estão no documento anexo “Objetivos específicos com metas”.
A. tender o maior número possível de jovens da região.
B. Desenvolver a consciência cidadã nos alunos
C. Reduzir a ociosidade dos beneficiados
D. Divulgar a Cultura na Comunidade e na Cidade.
E. Trabalhar em conjunto com as famílias para evitar o abandono dos cursos.
F. Incentivar a frequência e aproveitamento escolar.
G. Acompanhar o desenvolvimento pessoal e profissional dos jovens aprendizes
H. Identificação e Auxílio a famílias com dificuldades sociais.
I. Incentivar o pleno exercício dos direitos culturais.

Nº do Diário Oficial

PRONAC: 1411874

Onde vai acontecer

SP: Todas as cidades

Data de realização

Não definida

Público

O público preferencial das aulas será de jovens entre 07 e 18 anos

Descrição

A cultura brasileira vem se mostrando a cada dia como um instrumento fortíssimo para combater a vulnerabilidade social, pois ela tem o poder de chamar a atenção dos jovens, atraindo-os para dentro de projetos sócio-culturais, consequentemente, tirando-os da rua.

Jovens nas ruas é um problema inerente às regiões onde a falta de opções de cultura e lazer é mais acentuada, como a região leste de Diadema (local do projeto), já que a área conta apenas com um ginásio poliesportivo e atividades esporádicas, como apresentações culturais ou festas (excluindo as atividades do próprio PROJETA).

Além de tirá-los das ruas, a cultura desenvolve nos jovens da periferia o sentimento de protagonismo social, permitindo que eles se enxerguem como alguém capaz de produzir algo valorizado pela sociedade, ou seja, a cultura. Permite ainda desenvolver sua cognição, coordenação motora, concentração, memória, desinibição, trabalho em grupo, respeito ao próximo, dentre outras habilidades.

Somado a essa influência positiva da cultura brasileira na formação social do jovem, tal ensino é importante para a própria cultura nacional. Passar adiante a musicalidade brasileira, juntamente com as artes cênicas e até mesmo a forma tupiniquim de dançar Break é uma maneira efetiva de preservar nossa cultura e enraizá-la na formação das crianças e adolescentes.

Ao falar em musicalidade brasileira, não podemos deixar de ressaltar a importância da música africana e do samba. A primeira chegou ao Brasil graças aos escravos negros que não trouxeram nenhuma outra bagagem exceto sua cultura, já as origens do samba são difusas, mas esse ritmo é muito bem representado pelo cavaco (ou cavaquinho) cuja origem, aliás, remete a Portugal, mas seu desenvolvimento e importância se deu no Brasil. Por isso mesmo que nossas principais oficinas são de Percussão e Cavaco.

Não obstante a toda essa importância da cultura na vida das pessoas, o enfrentamento da questão da vulnerabilidade entre os jovens envolve diversas questões multifacetadas, além do ensino cultural em si, por isso o “No Ritmo da Cultura Brasileira” terá que abordar vários aspectos do problema.

Sem dúvida as questões mais relevantes para realizar um atendimento integrado aos jovens são: atendimento social familiar; alimentação complementar aos alunos; organização administrativa; oferecer maiores oportunidades aos alunos que se destacam e permitir maior exercício de seus direitos culturais.

O atendimento social familiar é essencial para que possamos realizar uma formação social completa com o aluno, uma vez que sua família também deve incentivá-lo a se tornar um cidadão de bem. Além disso, essa abordagem familiar nos permitirá identificar problemas sociais dentro da casa e trata-los, seja com uma solução direta pelo PROJETA ou encaminhando-os à rede sócio assistencial. A contratação de uma assistente social em conjunto com a organização administrativa trará a solução para essa nossa dificuldade.

A alimentação complementar se faz necessária devido ao período no qual os alunos ficarão na entidade, isto é, três horas por dia durante quatro dias da semana.

Outro ponto crucial para integrarmos arte e cultura na formação dos jovens é melhorar nossa organização administrativa. Melhoraremos nossos processos de acompanhamento escolar (por meio das presenças dos alunos), organização de apresentações (teremos mais e melhores apresentações), rotinas administrativas e divulgação da entidade e suas ações.

Dentre nossos alunos há vários que se destacam nas aulas e fora delas, por isso vamos incentivá-los a continuarem assim e se desenvolverem ainda mais por meio de duas bolsas de jovens aprendizes. Eles aprenderão muito sobre o funcionamento de uma organização e sobre as aulas, gerando assim uma ótima oportunidade de aprendizado e de primeiro emprego.

 

Desse modo, esperamos atender cerca de 170 crianças, adolescentes e suas famílias, oferecendo um atendimento social completo, com aulas culturais de Violão, Cavaco, Percussão com Instrumentos, Percussão com latas e tambores (Bate-lata), Teatro e Dança Break.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *