Teatro Números para crianças – sorrisos para todos!

Prazo para captação:

De 21/11/12 até 21/11/13

Descrição

Este projeto propõe a circulação da comédia infantil "Números para crianças" e a realização de oficinas culturais dedicadas ao público infantil, em quatro cidades do interior paulista.

Quem Incentiva Pessoa Jurídica

Região SP

Tipo de imposto abatido ICMS

Valor autorizado para captação:

R$ 144.461,00

Resumo

Este projeto propõe a circulação da comédia infantil “Números para crianças” e a realização de oficinas culturais dedicadas ao público infantil, em quatro cidades do interior paulista.

Objetivo

O projeto propõe a circulação de um conjunto de ações que ofereça, às crianças e aos seus familiares, duas vias de contato com a arte: apresentações gratuitas da comédia infantil Números de circo – um espetáculo para crianças, do grupo Os Geraldos, com direção de Roberto Mallet, e oficinas culturais que trabalham o resgate de brincadeiras tradicionais, confecção de brinquedos e iniciação teatral, com atividades didaticamente explicadas em apostilas a serem distribuídas, sem nenhum custo, aos participantes.
São, portanto, os objetivos pontuais deste projeto:
• Realizar 12 apresentações gratuitas da comédia infantil “Números para crianças”, do grupo Os Geraldos, com direção de Roberto Mallet, sendo três sessões em cada um dos quatro municípios contemplados;
• Ministrar 12 oficinas culturais, também gratuitas, com três módulos em cada cidade: “Do fundo do baú”, “Brincar de construir” e “Iniciação Teatral”;
• Oferecer atividades que promovam a integração entre pais, filhos e avós, ao lhes possibilitar integração familiar em torno da experiência de assistir ao espetáculo e de participar das oficinas;
• Fornecer, aos participantes das oficinas, gratuitamente, apostilas que compilem todas as informações e instruções didáticas, capazes de permitir a continuidade das atividades mesmo depois de encerrado o período de permanência do grupo naquele município;
• Distribuir, ao público do espetáculo e das oficinas, uma revista de divulgação do projeto que, além de apresentar as ações oferecidas, trará reflexões acerca do teatro no desenvolvimento infantil, artigos sobre fomento cultural, além de indicações artísticas;
• Levar o projeto a quatro municípios (Matão, Leme, Itapeva e Avaré), que podem ser substituídos por outros que mantenham as mesmas características;
• Fomentar, nesses municípios, a movimentação artística por meio de uma atuação transversal, que atinja uma abrangente faixa etária e propicie envolvimento familiar;
• Com o intuito de mobilizar um grande público aos eventos, o projeto prevê uma estratégia de intensa comunicação acerca das atividades do projeto.

Nº do Diário Oficial

6849

Onde vai acontecer

SP: Todas as cidades

Data de realização

Não definida

Público

Público infantil (recomendação etária: 7 anos) e adulto, visando a reunir e integrar a família através da vivência artística: pais, filhos, avós, tios.

Descrição

Este projeto propõe a circulação do espetáculo Números de circo – um espetáculo para crianças – criação dramatúrgica coletiva de esquetes com inspiração clownesca, do grupo Os Geraldos (Campinas – SP), dirigida por Roberto Mallet –, que aproxima a criança, pelo aspecto lúdico que é inerente ao espetáculo, do universo fantástico do circo.

Serão realizadas, nas cidades de Matão, Leme, Itapeva e Avaré, 12 apresentações e 12 oficinas culturais, sendo, em cada município, três sessões do Números para crianças e três módulos de oficinas, que propõem o resgate de brincadeiras tradicionais, confecção de brinquedos e iniciação teatral, atividades didaticamente descritas em apostilas que serão distribuídas aos participantes, sem nenhum custo.

O público, das oficinas e das apresentações, também receberá uma revista que, além de apresentar o projeto, trará reflexões acerca do teatro no desenvolvimento infantil, artigos sobre fomento cultural, além de indicações artísticas, com intuito de dar continuidade à ação cultural desenvolvida e de fomentar a arte na região.

O grupo, formado por atuais mestrandos e egressos do curso de Artes Cênicas da Unicamp, trabalha no campo entre a erudição da pesquisa acadêmica e a simplicidade poética do teatro popular. Desde 2007, quando foi fundado, já passou por mais de 30 cidades, em apresentações que percorreram nove estados brasileiros, além da participação e premiação em festivais nacionais e internacionais em países como Marrocos, Argentina e Peru.

Lembramos que o projeto pode sofrer alterações relacionadas a local e prazos de execução.

·      12 apresentações gratuitas da comédia infantil Números para crianças, sendo três sessões em cada um dos quatro municípios contemplados;

1.    Sinopse da peça

·      12 oficinas culturais, também gratuitas, com três módulos em cada cidade: Do fundo do baú, Brincar de construir e Iniciação Teatral;

1.    Do fundo do baú

Números de vagas e público-alvo: até 20 crianças, de 2 a 7 anos, acompanhadas pelos pais ou responsáveis.

Carga horária: 3 horas.

Sinopse: A oficina Do fundo do baú propõe o resgate de brincadeiras tradicionais, com a participação de familiares, compartilhando memórias que, tendo atravessado gerações, hoje estão enfraquecendo dada a expansão do entretenimento tecnológico. As atividades propõem que crianças, pais e avós – podendo contar com a participação de outros responsáveis – relembrem ou conheçam jogos, como passa anel, balança caixão, argolas, peão, amarelinha, dentre muitos outros, além de cantigas de roda e trava-línguas, compondo um repertório de brincadeiras que possa contribuir para o desenvolvimento cognitivo da criança, ao mesmo tempo em que a torna mais próxima aos familiares.

2.    Brincar de construir

Números de vagas e público-alvo: até 20 crianças, de 2 a 7 anos, acompanhadas pelos pais ou responsáveis.

Carga horária: 3 horas.

Sinopse: Muitos brinquedos tradicionais, que tiveram fundamental importância no desenvolvimento do raciocínio infantil por sucessivas gerações, têm sido substituídos por brinquedos eletrônicos – muitos deles que, exigindo a simples manipulação de botões, deixam de contribuir para a formação da criança, tornando-se fugazmente substituíveis por outros que vêm, como enxurrada, da publicidade na televisão e outdoors. Diante dessa gradativa fragilização dos brinquedos da cultura popular brasileira, esta oficina propõe despertar o interesse das crianças, junto com seus familiares, em brincar de construir brinquedos, estimulando o raciocínio criativo e o envolvimento infantil com jogos que têm feito parte do imaginário popular das crianças em uma tradição lúdica secular.

3.    Iniciação teatral

Números de vagas e público-alvo: 20 vagas, destinadas a crianças de 8 a 14 anos.

Carga horária: 6 horas, em 2 dias.

Sinopse: A oficina tem o objetivo de inserir a criança no universo teatral, por meio de jogos – corporais e vocais – que estimulam o desenvolvimento criativo, a relação interpessoal e a desenvoltura na convivência com outras crianças, além de contribuírem para uma maior clareza na expressão, por gestos e palavras, que tem seu maior potencial na infância.

·      Apostilas fornecidas aos participantes das oficinas, que compilem todas as informações e instruções didáticas;

Revista distribuída ao público do espetáculo e das oficinas de divulgação do projeto que, além de apresentar as ações oferecidas, trará reflexões acerca do teatro no desenvolvimento infantil, artigos sobre fomento cultural, além de indicações artísticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *