Dança O corpo é de plástico?

Prazo para captação:

De 01/01/70 até 31/12/13

Descrição

"A única finalidade do saber adulto é permitir que a criança que mora em nós, continue a brincar." A presente proposta apresenta um projeto de pesquisa, investigação e criação de espetáculo de dança.

Quem Incentiva Pessoa Jurídica

Região SP

Tipo de imposto abatido ICMS

Valor autorizado para captação:

R$ 117.295,00

Resumo

“A única finalidade do saber adulto é permitir que a criança que mora em nós, continue a brincar.” A presente proposta apresenta um projeto de pesquisa, investigação e criação de espetáculo de dança.

Objetivo

A única finalidade do saber adulto é permitir que a criança que mora em nós, continue a brincar. (Rubem Alves) A presente proposta apresenta um projeto de pesquisa, investigação e criação de espetáculo de dança. Pensando numa proposta de hibridismo de linguagens entre a dança, o teatro, a produção audiovisual, a literatura e cultura popular, o espetáculo que será criado, através de material coletado e sistematizado em pesquisas com pessoas idosas e de manifestações populares do Brasil, apresentará uma resultante coreográfica com estética da dança e cultura popular brasileira e com foco nas brincadeiras corporais. O espetáculo será voltado pra todas as faixas etárias possibilitando a difusão de trabalhos de dança e atividades de difusão da cultura popular brasileira, memória e dança com a colaboração de um site desenvolvido especificamente para esse fim – um espaço para difusão, promoção, desenvolvimento de atividades, publicação de textos, sons, vídeos e imagens e estabelecimentos de parcerias virtuais para consecução dos objetivos deste projeto durante seu desenvolvimento e já prevendo novos desdobramentos do mesmo.

A criação de espetáculo de dança voltado para a diversidade de público e com temática na cultura popular brasileira;
Apresentação do espetáculo para alunos da rede municipal de ensino em espaços culturais da cidade de Campinas – Centro Cultural Casarão do Barão, Casa de Cultura Fazenda Roseiras e Universidade Estadual de Campinas.
Divulgação em espaço virtual e criado especificamente para este fim, materiais coletados em manifestações populares denominado – “Memórias em rede” – espaço para difusão de trabalhos com temáticas na cultura popular, memória e dança.
Realização de atividades de formação para alunos e professores;
Elaboração de material em formato de cartilha/livreto – que apresentará fotos do processo de elaboração e criação do espetáculo, histórias coletadas em campo, releases, descrições e demais informações pertinentes ao projeto.

Nº do Diário Oficial

44819/2012

Onde vai acontecer

SP: Todas as cidades

Data de realização

Não definida

Público

Crianças a partir de 03 anos e adultos sem distinção de classes sociais e de gêneros.
Voltado especialmente para alunos de rede publica de ensino.

Descrição

“O corpo é de plástico?” é um projeto que resulta de diversas experiências no campo da cultura popular e criação em dança. Inserido no universo da cultura popular brasileira, mais especificamente nas manifestações de Folia de Reis e com a sistematização de espetáculos de dança com esta abordagem, esta proposta consolida a criação artística fundamentada em experiências incrustadas no corpo e em materiais compilados – artigos, livros, criação artística, palestras, cursos, oficinas, workshops, etc. Desse modo, o projeto, trata-se de continuidade dessas atividades desenvolvida em anos anteriores.

Com a atual proposta pretende-se que alunos e professores de escolas municipais da cidade de Campinas entrem em contato com a obra, e que esta possa atuar como atividade de formação de público. Além disso, as atividades de contrapartida serão oferecidas como oficinas práticas para alunos e workshop de formação para os professores.

Através da sistematização dos materiais já colhidos e da pesquisa durante os dois primeiros meses do projeto será desenvolvida a dramaturgia do espetáculo de dança. Os textos serão adaptados para a linguagem cênica e coreográfica. Todo material coletado em campo também será editado para postagem no site que será desenvolvido especialmente para acolher esses materiais. A proposta é de difundir os materiais que darão origem ao espetáculo de dança, além de possibilitar o acompanhamento do processo de criação. Dessa forma, o site vinculará materiais em rede, tais como:

 Vídeos editados com pessoas idosas e manifestantes de folias de reis.

 Imagens de pesquisas de campo;

 Imagens do processo do espetáculo;

 Ideias em desenvolvimento para o processo criativo;

Croquis, esboços e rascunhos de ideias, figurinos, cenários, trilha sonora.

 Agenda de eventos e do processo do trabalho;

 Espaço de notícias para divulgação de eventos com a temática: cultura popular, memória e dança.

A construção de uma plataforma virtual também possibilita a criação de laços virtuais com outras instituições para a continuidade de pesquisas e produções artistas vinculadas ao tema. A proposta desse espaço virtual ganhará desdobramento através das parcerias e garantirá espaço de difusão da arte e da cultura popular brasileira – produção e divulgação de textos, estabelecimento de rede de contatos, produção de vídeos, documentários, divulgação de materiais com a temática, postagem de vídeos de espetáculos de dança que verse a temática; memória e cultura popular.

Com a construção da plataforma virtual, provisoriamente intitulada; “memórias em rede”, o processo criativo do espetáculo será registrado e em partes, divulgados ao acesso global através da internet possibilitando um contato direto com o público e divulgando as ações futuras do projeto.

A temática Cultura Popular, Memória e Dança já é temática bastante difundida pelo artista e pesquisador Daniel Costa em suas produções. Este novo projeto é uma tentativa de escavar mais a fundo a memória incrustadas no corpo, deflagrada através do contato com histórias orais coletadas com pessoas idosas. Diante da deflagração dessas memórias, a temática abordada será sobre os “brinquedos e brincadeiras”. Na tentativa de elucidar a importância das brincadeiras corporais em detrimento dos brinquedos eletrônicos e de plástico na sociedade atual, o espetáculo construirá a dramaturgia do espetáculo de dança rememorando histórias compartilhadas por mestres e pessoas idosas que vivenciaram outros modos de brincar, que através da oralidade ganham força e presença.

Revivendo fatos como a lembranças da própria infância no cerrado brasileiro, onde o corpo estava presente nas brincadeiras, como o jogo de tacos, as cirandinhas, o pique-pega, o esconde-esconde, o balança caixão e tantas outras brincadeiras, além de vincular importância aos clássicos da literatura brasileira como “Meu pé de laranja lima”, de José Mauro Vasconcelos e Menino de Engenho, de José Lins do Rego, o proponente munido de sua bagagem vivenciada e pesquisa criará juntamente com a competente equipe proposta neste projeto um espetáculo com temática que possa tocar todo tipo de público e que leve a reflexões sobre as memórias que estão incrustadas no corpo e que possam vir à tona no contato com a obra coreográfica ou no contato com os matérias que serão disponibilizados em rede.

Paralelamente á elaboração do espetáculo de dança será sistematizada uma cartilha  que será distribuída como programa de espetáculo e conterá informações sobre o processo da pesquisa e criação artística, divulgação da plataforma virtual, textos pertinentes ao tema e texto do espetáculo;

As atividades de contrapartidas serão realizadas visando parcerias com instituições públicas de educação, seja na apreciação estética do espetáculo ou na vivencia prática de oficinas e workshops para professores.

·         Realização de 10 sessões gratuitas do espetáculo resulte deste projeto. Serão articuladas parcerias com escolas públicas para realização das atividades;

·         Acesso livre na plataforma virtual “memórias em rede”;

·         Realização de workshop para professores – 12 horas;

·         Realização de oficinas com alunos de escolas públicas – 12 horas;

·         Distribuição de cartilhas com material pertinente ao tema deste projeto;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *